sábado, 23 de novembro de 2013

Dinâmica dos Discípulos de Emaús - Aprendendo com Jesus - Sétimo Passo - A Missão




 Encerrando a dinâmica pedagógica de Jesus, apresentamos a 4ª revelação de Jesus, que podemos também chamar de 4º pilar do cristianismo. Este pilar é a missão. Jesus se revela na Missão. "Digo que Jesus se revela lembrando São Paulo: “e vivo, não mais eu, mas Cristo vive em mim; e a vida que agora vivo na carne, vivo-a pela fé do Filho de Deus, o qual me amou, e se entregou a si mesmo por mim”. Gálatas 2:20 A missão do Cristão é a Missão de Jesus. Os Apóstolos contam uns aos outros: «Realmente, o Senhor ressuscitou e apareceu a Simão» (v.34). Portanto, não se pode ser cristão apenas dentro de casa ou da igreja e nem falar por si mesmo. É necessário sair de si para encontrar-se em Jesus, anunciar, na vida, Aquele que encontramos na Palavra e na Eucaristia.
Hoje, depois destes 6 passos pedagógicos (O encontro, a escuta, a realidade, a catequese, a acolhida, o celebrar e a missão) e as quatros Revelações do Senhor (Vida, Palavra, Eucaristia e Missão), podemos dizer que aprendemos o método de Jesus catequizar. Esta é a dinâmica pastoral da Igreja. A Missão faz parte da essência de toda comunidade Eclesial, do mesmo modo que só podemos dizer que somos cristãos na medida em que formos missionários. É que a nossa vida nos leva a uma busca, um desejo profundo em que só Jesus presente na Eucaristia poderá preencher. A Celebração Eucarística, a Missa, nossa prepara: na celebração penitencial Jesus nos escuta; na Palavra Jesus nos Fala; na Eucaristia Jesus se revela e nos fortalece; na Comunhão Jesus sai de cena para surgir no nosso coração, na nossa presença, no nosso agir... Por Cristo, Com Cristo e em Cristo. Agora revitalizados, somos enviados para a missão. Se não houver Missão, é sinal de que alguma coisa falhou na Eucaristia. Deste modo, a Missão é a conclusão lógica dos números anteriores.


domingo, 10 de novembro de 2013

Dinâmica dos Discípulos de Emaús - Aprendendo com Jesus - Sétimo Passo -

Hoje, queremos refletir no passo mais importante desta pedagogia. É neste passo que encontramos a maior revelação de Jesus: A Eucaristia. Depois de se sentar à mesa, Jesus reproduziu os gestos da Última Ceia, na Quinta-Feira Santa: «Tomou o pão, pronunciou a bênção e, depois de o partir, entregou-lho» (v.30); A recordação da Ceia pascal de Jesus teve efeito positivo: finalmente, «os seus olhos abriram-se e reconheceram-no». Este ver e reconhecer dos discípulos são os resultados do contato com a pessoa de Jesus durante todo o processo pedagógico: “Não nos ardia o coração, quando Ele nos falava pelo caminho e nos explicava as Escrituras?”. (v.32). Apesar do sofrimento e da descrença os discípulos estavam abertos ao diálogo. Portanto, a Palavra faz “aquecer” o coração, para que os olhos da fé possam ver Jesus de um modo perfeito na revelação da Eucaristia.